975139334 Homologação de Sentença Portugal, Averbar divorcio em Portugal

Homologar Divórcio Portugal

Cidadania Portuguesa para filhos

Averbar Divórcio Portugal

Nacionalidade Portuguesa para Esposa

Please reload

“É obrigação do cidadão português,

tanto por nascimento como por atribuição,

manter seu estado civil atualizado em sua documentação"

A Atualização do Estado Civil é um dever dos cidadãos portugueses. Esta atualização não pode por Lei, ser feita nos Consulados Portugueses no Brasil. Caso você se tenha divorciado no Brasil, necessita de contratar Advogado Português (inscrito na Ordem dos Advogados de Portugal) para efetuar petição junto do Tribunal Superior em Portugal - o único competente para o efeito.

Para poder ter o seu Divórcio reconhecido e registrado em Portugal, será necessário intentar ação de Homologação de Sentença Estrangeira de Divórcio em Portugal. Após esta, será promovida a atualização do Estado Civil junto da Conservatória do Registo Civil Portuguesa.

Assim os Consulados de Portugal em São Paulo ou no Rio de Janeiro, não têm competência para proceder a esta alteração - o registro do divórcio em Portugal, depende de uma petição jurídica ao Tribunal Superior em Portugal, feita por Advogados devidamente inscritos.

A atualização do Estado Civil é uma obrigação dos cidadãos portugueses, pelo que caso necessite de efetuar o averbamento do seu divórcio em Portugal, precisa de contratar Advogado Português para o efeito.

Vale lembrar que para determinados atos consulares e de transmissão de nacionalidade e cidadania portuguesas, deverão os cidadão portugueses no Brasil, em caso de divórcio, o competente registo e averbamento de divórcio em Portugal. 

Nossos Serviços Jurídicos são prestados por cidadãos portugueses natos, inscritos na Ordem dos Advogados Portugueses.

Somos especialistas em Homologação de Sentenças de divórcio em Portugal.

 

HOMOLOGAÇÃO DE DIVÓRCIO

Para regularizar Estado Civil em Portugal, quem tem cidadania portuguesa, e reside no exterior de Portugal, tem que reproduzir legalmente em Portugal os atos praticados no exterior. Assim o cidadão que adquira nacionalidade portuguesa fora de Portugal, começa por ter o seu Assento de Nascimento português, que produz efeitos não à data de registo, mas sim à data de nascimento.

Ora, o cidadão quando se regista, é por natureza, solteiro em Portugal. Só depois, efetuando novos averbamentos ao seu Assento de Nascimento, o cidadão pode registar casamentos, divórcios ou União Estável, que tenha celebrado fora de Portugal

Ocorre que averbar casamento em Portugal, ainda poderá ser feito um posto consular, se vaga existir disponível. Contudo averbar divórcio em Portugal, exige a Homologação da respetiva Sentença, proferida em Fórum ou Lavrada em Cartório, que tem que ser confirmada pelos venerandos desembargadores do Tribunal da Relação em Portugal.

 

O mesmo sucede à União Estável ou à Adopção de Filhos,

pois são atos que têm que ser confirmados em Portugal por um Juíz.

HOMOLOGAÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL

No caso da homologação de União Estável, ela é necessária mesmo para produzir efeitos em Portugal, retroativos à data de celebração da União no Brasil, muito relevante para contagem de anos para efeitos de Processo de Nacionalidade Portuguesa, poder intentar cumprindo todas exigências esse pleito de cidadania para companheiro ou companheira, marido ou mulher, que vivam em situação de União de Estável há anos, mas que não celebraram casamento.

A Homologação e Confirmação Judicial em Portugal, da União Estável celebrada no extrerior / Brasil, é exigência essencial ao Processo de Nacionalidade de filhos de portugueses adoptados no Brasil ou em qualquer outro país que não Portugal

Assim a Homologação de Adopção, tem que ser confirmada em Portugal, pelo que para o efeito é necessário contratar Advogado Português, inscrito na Ordem dos Advogados Portugueses. Esta Homologação de Sentença em Portugal é essencial à atualização do Estado Civil em Portugal

HOMOLOGAÇÃO DE ADOPÇÃO

A homologação e Confirmação de Sentença tem que ser realizado em Portugal, para tornar válida a adopção de crianças feita por cidadãos portugueses no exterior. Ou seja para poder transmitir a cidadania portuguesa a um filho adoptado no Brasil, terá que se  intentar ação judicial em Portugal para reconhecer e confirmar a adopção, e só após isso poderá ser feito o processo de nacionalidade do filho adoptado no Brasil.

 

A Homologação e Confirmação Judicial da Adopção em Portugal, é exigência essencial ao Processo de Nacionalidade de filhos de portugueses adoptados no Brasil ou em qualquer outro país que não Portugal

Assim a Homologação de Adopção, tem que ser confirmada em Portugal, pelo que para o efeito é necessário contratar Advogado Português, inscrito na Ordem dos Advogados Portugueses. Esta Homologação de Sentença em Portugal é essencial à atualização do Estado Civil em Portugal

CONSEQUÊNCIAS DE NÃO REGISTAR DIVÓRCIOS 

Em Portugal, a manutenção do Estado Civil atualizado, é uma regra e obrigação legal do Cidadão. O Estado Civil em Portugal tem sempre que corresponder aquela que é a realidade no Brasil, ou seja o cidadão ou é solteiro, ou é casado, ou é divorciado no Brasil, e tem que fazer a respetiva comunicação e registo em Portugal.

 

O incumprimento, pode levar os Serviços do Estado ou Consulados no Exterior (designadamente os de São Paulo, Rio de Janeiro, e restantes no Brasil), a recusar a emissão ou a renovação de documentos de Identificação Portugueses. Constatamos pelas demandas que nos chegam, que se antes este procedimento de recusa era pontual, neste momento, ao Cidadão Português com atos por registar em Portugal, e portanto em situação irregular, tem sido recusada a emissão ou renovação de Catão de Cidadão e de Passaporte.


Ou seja, não registrar divórcios em Portugal, tem levado os Serviços a recusarem, a emissão ou mesmo a mera renovação, de Passaportes e do Cartão do Cidadão, a quem tem cidadania portuguesa e resida no exterior de Portugal. Situação que pode e deve ser evitada pelo cidadão português, desde que todos os atos sejam averbados em Portugal.

IMPORTÂNCIA DE MANTER O ESTADO CIVIL ATUALIZADO

 

Ter situação regularizada perante o Estado Português.exige ao cidadão português a transcrição todos os atos da vida civil (casamento, divórcio, União Estável) para Portugal. Assim, tem o cidadão português residente no Brasil que efetuar a sua transcrição, ou averbamento de casamento que pode ser feito pelo próprio ou por Advogado que represente o Casal e possa dar mais celeridade ao Registo.

 

Contudo a Homologação de Divórcio em Portugal, é competência exclusiva do Tribunal da Relação, onde o cidadão português residente no exterior só se pode representar através de Advogado Português, efetivamente inscrito na Ordem dos Advogados Portugueses.

 

O mesmo se aplica ao registo de filhos adoptados ou para registo de União Estável no Brasil: ambas as situações para serem reconhecidas em Portugal, necessitam de Ação intentada por Advogado Português no Tribunal da Relação de Lisboa e do seu deferimento judicial, com sentença transitada em Julgado em Portugal.

 

PROCESSO, PRAZOS E COMPLEXIDADE

Este escritório tem processos que duram um mês, e tem processo que duram um ano. Tal  se deve à complexidade e às caraterísticas de casa caso concreto, sendo que o prazo média dos nossos Processos, intentados a pedido de cidadãos portugueses residentes por todo o mundo, e maioritariamente oriundos de São Paulo, tem sido de apenas três meses entre a entrada do processo e o Julgamento co Sentença judicial. Após este prazo, há que aguardar 30 dias para que a sentença trânsito em Julgado, após o que se pode proceder ao registo competente, ou ao requerimento competente, junto do Instituto dos Registos Notariado e junto de Conservatórias, consoante o caso: Conservatória de Registos Centrais de Lisboa, ou outras igualmente competentes. A nossa escolha do local de Registo é feita internamente, tendo em conta assegurar a celeridade dos processos para satisfação do cliente, observadas obviamente a competência funcional e territorial dos serviços e a legalidade da situação.

 

             25 Anos de Experiência

O nosso serviço de Homologação de Divórcio em Portugal, oferece a possibilidade de obter essa solução, sem que tenha que viajar para Portugal, sem ter que ir procurar nos Tribunais, sem burocracia e com custos controlados.

Nossa Assessoria Internacional é feita por Advogados Experientes e inscritos na Ordem de Advogados Portugueses, que se deslocam globalmente para atender a grande comunidade lusa espalhada pelo mundo. Atendemos presencialmente no Brasil.

A Homologação do Divórcio é necessária, quer para Divórcios efetuados no Forum, quer para Divórcios realizados em Cartório.

A nossa prestação de serviços inclui a Ação de Homologação do Divórcio em Portugal. Em ambos os casos, Forum ou Cartório, terá que ser recolhida a certidão respetiva. Com essa certidão, que constitui uma Sentença, preparamos ação para reconhecer o Divórcio em Portugal.

Depois de julgada pelo Juíz a Ação, e com o trânsito em Julgado da mesma, será possível atualizar o Estado Civil em Portugal - o nosso escritório procede aos registos necessários em Portugal.

A Homologação do Divórcio em Portugal, só poderá ser feita, caso o casamento a que se refere esteja também registado em Portugal. Caso não esteja registado o (ex) casamento, será necessário fazê-lo, previamente à ação de Homologação. Fornecemos também este serviço de Registo.

Se o cliente por exemplo tem dois casamentos e um divórcio no Brasil,

torna-se necessário fazer o seguinte passo a passo:

1. Registo do (primeiro) Casamento em Portugal

2. Ação de Homologação de Divórcio em Portugal

3. Trânsito em Julgado da Ação

4. Averbamento do Registro do Divórcio em Portugal

5. Averbamento do (novo) Casamento em Portugal

Neste caso teremos três Atos de Registo Civil e uma Ação Judicial de Homologação de Sentença:

Tratamos de todos eles diretamente em Portugal.

Recolhemos os documentos necessários no Brasil.

Intentamos junto do Tribunal ou da Conservatória os atos competentes.

O nosso escritório diligência em Portugal para a celeridade e eficácia dos registos pretendidos.

Deve ficar claro que só se pode averbar o divórcio em Portugal, após a Homologação da Sentença de Divórcio.

VANTAGENS DOS NOSSOS SERVIÇOS BRASIL - PORTUGAL

  1. TRATE DE TUDO NO BRASIL COM ADVOGADOS PORTUGUESES – SEM VIAGENS E DESPESAS

  2. TRATAMOS DA LEGALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS E APOSTILAS NO BRASIL

  3. NÃO PERCA TEMPO E DINHEIRO - COM BUROCRACIAS OU CORREIOS DESNECESSÁRIOS

  4. CONTRATE ESPECIALISTAS PORTUGUESES

 
Serviços Prestados por Advogados inscritos na Ordem dos Advogados Portugueses

Atualização do Estado Civil

O que significa atualizar o Estado Civil em Portugal?

É fazer constar do assento de nascimento de um cidadão português residente fora de Portugal todos os atos civis ocorridos em sua vida, como casamento e divórcio. Um Consulado de Portugal, como os Consulados Gerais de Portugal em São paulo ou no Rio de Janeiro, não tem poder jurídico para executar o divórcio. O cidadão português ou com dupla cidadania, deve contratar advogado português e devidamente inscrito na Ordem dos Advogados Portugueses.

A transcrição é obrigatória?

Sim. Manter o estado civil atualizado é um Obrigação dos Cidadãos portugueses - é um dos principais deveres do cidadão português que reside fora de Portugal.  Além disso, a atualização do estado civil é indispensável para se renovar documentos de identificação como o cartão de cidadão e o passaporte.

Como Alterar o Nome de Casada após Divórcio?

Nos casos de divórcio ou separação, o nome da cidadã portuguêsa permanecerá com o nome de casada, até que o processo acima seja executado, e a averbação do Divórcio conste em Portugal no respetivo Assento de Nascimento. Tais casos – especialmente quando se trata de mulher divorciada com mudança de nome – são habitualmente motivo de  desconforto para a mesma. Daí a importância de se manter o estado civil sempre atualizado.

Consigo renovar cartão do Cidadão ou Passaporte Português? 

(sem atualizar o Estado Civil)

Não consegue renovar os documentos portugueses? Para renovar os documentos de identidade portugueses e o Passaporte da República Portuguesa (União Europeia) é necessário atualizar o Estado Civil em Portugal. Caso se tenha divorciado no Brasil, precisa Homologar a Sentença de Divórcio no Tribunal Superior em Porrugal.

Divórcios de cidadãos portugueses no Brasil

(ou Brasileiros com dupla cidadania Portuguesa).

O Consulado Português (de São Paulo, Rio de Janeiro, assim todos os outros) não têm poder jurídico para averbar divórcios e separações, mesmo de cidadãos portugueses. Os Divórcios realizados no Brasil, demandam sentenças por parte das autoridades judiciais dos países em que vivem o cidadão português e o ex-cônjuge.

Para que essas sentenças estrangeiras tenham valor jurídico em Portugal, devem ser revistas e confirmadas pelo competente tribunal português para, posteriormente, ser feita a Homologação. 

Uma vez homologada a sentença, será solicitado à respectiva Conservatória que faça o averbamento da mesma no assento de nascimento do titular.

Para levar a bom termo esse processo, o requerente deve contratar um Advogado Português, Inscrito na Ordem dos Advogados Portugueses. Só esse profissional poderá solicitar os documentos necessários e intentar a respetiva ação em Portugal.

Tratamos de todo o Processo

Recolhemos o Processo de Divórcio no Brasil.

Apostilamos os documentos: Convenção de Haia.​

Elaboramos a Petição Jurídica.

Intentamos a Ação de Homologação em Tribunal.

Acompanhamos todo o Processo até Sentença.

Após Trânsito em Julgado da Ação, Atualizamos Estado Civil.

Precisa Homologar Divórcio em Portugal?

“É obrigação do cidadão português (tanto por nascimento como por atribuição), manter seu estado civil atualizado em sua documentação".  Fonte: Site do Consulado Geral de Portugal em São Paulo.

  Oferecemos no Brasil, Assessoria Jurídica para Portugal 

© 2014 by AdvocaciaPortugal